Terça-feira, 18 de Outubro de 2011

A LINHA DA BELEZA – A CRÍTICA

 

 

"Brilhante... Um romance de situações e um romance de percepções. Ainda por cima escrito num estilo que não desmerece Henry James e se lê infinitamente melhor."

Expresso

 

"Magnífico."

Público

 

"Os grandes dramas e os grandes clichés do anos 80 – a política, o sexo, a cocaína, a sida – ganham outra dimensão numa escrita sensível, que vai apaixonar todos os leitores anglófilos."

Notícias Magazine

 

"Um escritor magnífico."

John Updike

 

"Tenho a certeza de que nunca usei a expressão 'obra-prima' na crítica a um romance e hesito em fazê-lo agora, mas é um termo muito difícil de evitar quando me encontro face a tanto brilhantismo."

The Observer

 

"Um romance arrebatador, tal é o fulgor fin de siècle de que Hollinghurst o imbuiu."

The Sunday Telegraph

 

"Se daqui a cem anos alguém quiser saber como é que as pessoas eram, como falavam, como se avaliavam e julgavam a elas próprias e aos outros, o melhor que tem a fazer é ler este romance."

Evening Standard

 

"Uma leitura que é puro prazer."

New Statesman

publicado por Miguel Seara às 11:05
link do post | comentar | favorito
|

pesquisar

Descarregue o presskit de O Filho do Desconhecido






















tags

a biblioteca da piscina

a linha da beleza

alan hollinghurst

alan hollinghurst em portugal

amy waldman

bbc

biografia

câmara clara

críticas

diário de notícias

diário digital

diário económico

entrevistas

esquire

excertos

expresso

financial times

i

intelligent life

o filho do desconhecido

os meus livros

prémios

público

rtp informação

rtp2

sábado

sic notícias

sinopse

sinopses

sol

tânia ganho

the daily telegraph

the guardian

the new york times

the submission

the sunday telegraph

time out

vídeos

visão

todas as tags

subscrever feeds